BLOG EAD PLUS UNISANTACRUZ
Publicado por
UniSantaCruz
25 de novembro de 2022

Qual a diferença entre um programador e um desenvolvedor web?

O programador fica responsável por desenvolver o programa. Já o desenvolvedor web cuida do projeto que antecede esse processo. Neste artigo, você vai descobrir detalhes da rotina do desenvolvedor web e outras informações pertinentes sobre a carreira.

Desenvolver WEB e programador

Muitas pessoas se questionam sobre qual é a diferença entre um programador e um desenvolvedor web. Se você também tem essa dúvida, fica tranquilo que veio ao lugar certo. Afinal, no texto de hoje, vamos falar sobre as diferenças e semelhanças dessas carreiras.

Vamos também abordar um pouco sobre as possibilidades de graduação em ambas as áreas. Assim, você pode investir no mercado de TI e construir uma carreira de sucesso, seja como programador ou como desenvolvedor.

Mas, antes de explicar o que difere esses profissionais, precisamos explicar o que cada um deles faz, ou seja, quais são as suas atribuições no dia a dia de trabalho.

O que faz um programador?

Podemos dizer que o programador é o profissional que literalmente escreve um software ou um programa. Em outras palavras, ele é responsável por criar diferentes softwares em linguagem de programação já existentes, a fim de serem usados por pessoas e empresas.

Algumas linguagens de programação mais comuns são:

  • HTML;
  • Java;
  • C++;
  • Python; e
  • JavaScript.

Com essas linguagens ele cria comandos em programas, cria funcionalidades e utilidades. Podendo, assim, criar ou aperfeiçoar websites, programas de computador, aplicativos, sistemas operacionais, redes sociais, sistemas de empresas e mais.

Além disso, também é responsabilidade do programador, coletar os dados dos usuários e analisar esses dados.

O que faz um desenvolvedor web?

O desenvolvedor web fica responsável por todo o projeto. Ele confere quais são as demandas do mercado e desenvolve soluções a partir disso. Ou seja, ele localiza um problema e pensa em uma solução.

Este profissional trabalha junto com stakeholders, clientes e designers, para ter uma visão mais ampla de como o produto deve parecer e funcionar.

Por isso, o dia a dia de um desenvolvedor web se resume em organizar o projeto, sua ideia inicial, e defender e explicá-lo para validar junto com o time, conferindo se ele é válido e funcional. Depois disso, o programador também entra no projeto para tirar a ideia do papel.

Boa parte do trabalho do desenvolvedor também é identificar e corrigir erros para melhorar ou otimizar um site ou sistema. Sendo assim, podemos dizer que esses profissionais são focados na solução de problemas.

Qual a diferença entre um programador e um desenvolvedor web?

Agora que você já conhece um pouco mais sobre as funções, podemos falar sobre a diferença entre um programador e um desenvolvedor web. Para começar, é importante saber que todo desenvolvedor é programador, mas nem todo programador é desenvolvedor.

Ou seja, a principal diferença está na abrangência de trabalho e no nível de responsabilidade das funções, já que ambos dominam as técnicas e conceitos sobre os códigos de programação.

Sendo assim, o desenvolvedor é mais completo, porque precisa estar envolvido no projeto como um todo, pensando em cada etapa da sua execução. Já o programador tem participação em uma parte mais específica, com uma função mais técnica.

O mercado de trabalho tem espaço para os dois profissionais e as empresas necessitam de ambos. Porém, por ter essa atuação mais dinâmica, o desenvolvedor web se torna um diferencial para as companhias, por isso há melhores oportunidades para essa função, refletindo em uma remuneração mais alta.

Como se tornar desenvolvedor web?

Se você se interessou por seguir com a carreira de desenvolvedor web precisa dar o start nos seus estudos. Afinal, apesar de ser uma área em expansão, o mercado procura sempre por profissionais qualificados, com ensino superior. Por isso, o seu primeiro passo deve ser investir em uma graduação, como o curso de tecnologia em análise e desenvolvimento de sistemas a distância.

Essa graduação vai te proporcionar a base de conhecimento e prática necessários para iniciar sua carreira com o pé direito. Além disso, é importante lembrar que, por se tratar de um curso de tecnologia, em apenas dois anos você já pode estar com o seu diploma em mãos e pronto para o mercado de trabalho.

Afinal, as graduações na área de tecnologia são mais focadas na prática, no que o mercado espera dos profissionais, assim, conseguem deixar um pouco da parte teórica de lado. E é por isso que esses cursos possuem um tempo menor de duração se comparados com as licenciaturas ou com o bacharelado em Direito, por exemplo.

Grade curricular do curso de tecnologia em análise e desenvolvimento de sistemas a distância

A grade curricular do curso de análise e desenvolvimento de sistemas nada mais é do que uma listagem das matérias e grandes projetos que você terá acesso durante o período de estudos. Sendo assim, separamos abaixo a grade dessa graduação aqui no EAD Plus Santa Cruz, confira logo abaixo:

1º Semestre

  • Liderança, Cidadania, Ética e Tecnologia Sustentável
  • Cybersecurity
  • Integração Computacional de Hardware e Software
  • Gestão Ágil de Projetos de Softwares
  • Desenvolvimento de Soluções com Python

2º Semestre

  • Desenvolvimento Web
  • Cloud Computing
  • Sistemas Operacionais e Internet das Coisas (LOT)
  • Engenharia de Software
  • Projeto Web
  • Educação Ambiental
  • Projeto Integrador I

3º Semestre

  • Programação Mobile
  • Devops
  • Modelagem de Banco de Dados
  • Inteligência Artificial e Ambientes Cognitivos
  • Projeto Mobile
  • Língua Brasileira de Sinais – Libras

4º Semestre

  • Governança de TI e Direito Cibernético
  • Digital Business e Design Thinking
  • Empreendedorismo Digital e Tecnologias Exponenciais
  • Programação de Alta Performance
  • Projeto Integrador II
  • Desenvolvimento de Startups

Desenvolver WEB e programador

Certificação de desenvolvedor

Além da faculdade de análise e desenvolvimento de sistemas, o mercado de trabalho também prioriza profissionais com certificações. Afinal, essa é a prova de que ele tem conhecimento em determinado segmento e pode desenvolver o seu trabalho da melhor maneira possível.

Pensando nisso, o EAD Plus Santa Cruz atrelou a graduação com as certificações. Então, a cada módulo, sendo aprovado nas disciplinas, o aluno recebe um certificado que possibilitará ingressar no mercado de trabalho com maior facilidade, entre eles está o certificado de qualificação profissional em desenvolvimento mobile.

Essa certificação é concedida no fim do módulo 3. Ela possibilita a atuação em funções como, claro, desenvolvedor mobile (Dev Mobile) e engenheiro mobile. Lembrando que o salário de programador mobile já no começo da trajetória alcança os R$ 3,4 mil mensais.

Outras certificações importantes

E como mencionamos anteriormente, o nosso curso de tecnologia em análise e desenvolvimento de sistemas a distância também possibilita aos estudantes outras três certificações. Elas serão essenciais para a sua carreira dentro da TI e vão enriquecer o seu currículo. Confira um pouco mais sobre cada uma delas logo abaixo:

Certificado de Qualificação Profissional em Desenvolvimento em Aplicações Python

Ao concluir o módulo 1, o aluno terá direito ao Certificado de Qualificação Profissional, que equivalerá ao de um curso de Python. Com ele, você estará capacitado a atuar como programador ou desenvolvedor Python. Para se ter uma noção, nesse caso, o salário de desenvolvedor Python pode chegar, em início de carreira, aos R$ 5,5 mil.

Certificado de Qualificação Profissional em Prototipação Web

Já após terminar o módulo 2, o certificado profissional conquistado será o equivalente ao de um curso de Prototipação Web e ao de um curso de Desenvolvedor Web, proporcionando qualificação para atuar como UX designer, desenvolvedor web ou engenheiro de software, cargos que remuneram muito bem. O salário de desenvolvedor web inicialmente ultrapassa os R$ 4,5 mil.

Certificado de Qualificação Profissional em Empreendedorismo Digital e Governança de TI

E por fim, no módulo 4, o certificado terá equivalência ao conquistado em curso de Empreendedorismo Digital e também em um curso de Governança de TI, podendo então o profissional trabalhar como empreendedor digital ou analista de governança de TI. Essas funções podem ter salários iniciais de R$ 5,2 mil.

Metodologia UniSanta Cruz

Existe muita demanda para os profissionais da área de TI, mas somente os melhores profissionais são bem-remunerados. Geralmente são aqueles que dominam um ou várias linguagens de programação e estão sempre se atualizando.

Então na hora de escolher por um curso de desenvolvedor web, é importante ter a certeza de que a faculdade tem material de qualidade, profissionais capacitados e um sistema de aprendizagem eficaz.

Como você viu, aqui no UniSanta Cruz você conta com diferentes certificados desde o início da sua formação, que te ajudará a ingressar facilmente no mercado de trabalho. Além disso, outro ponto de destaque e que os alunos mais gostam é o nosso AVA.

O Ambiente Virtual de Aprendizagem é onde você encontrará os conteúdos, os materiais de apoio e outros recursos, como solicitações, notas, sala de aula virtual e mais. Ele é fácil de usar e bastante intuitivo.

Já na página inicial é possível localizar diferentes funcionalidades que você usará na sua rotina como acadêmico do curso de Desenvolvedor Web. É através do AVA também que verá a sua progressão, ou seja, quanto tempo falta para você finalizar o curso. E quais os próximos passos precisar dar: fazer avaliação.

Ficou interessado em conhecer mais sobre o curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas? Veja aqui uma aula demonstrativa.

Deixe seu Comentário
Deixe seu Comentário

Receba em primeira mão novidades sobre cursos, descontos, oportunidades e muito mais!








    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.