Faculdades Santa Cruz - Graduação|Pós-graduação|Extensão|Ensino a Distância|Vestibular|Faculdade Curitiba.Brasil - Faculdades Santa Cruz - Graduação|Pós-graduação|Extensão|Ensino a Distância|Vestibular|Faculdade Curitiba.

Faculdades Santa Cruz - Graduação|Pós-graduação|Extensão|Ensino a Distância|Vestibular|Faculdade Curitiba.WebMail

Faculdades Santa Cruz - Graduação|Pós-graduação|Extensão|Ensino a Distância|Vestibular|Faculdade Curitiba.Área do Aluno

Faculdades Santa Cruz -  Curitiba | Graduação | Pós-graduação | Extensão | Ensino a Distância.Área do Professor

Faculdades Santa Cruz - Graduação|Pós-graduação|Extensão|Ensino a Distância|Vestibular|Faculdade Curitiba.Facebook

Faculdades Santa Cruz - Graduação|Pós-graduação|Extensão|Ensino a Distância|Vestibular|Faculdade Curitiba.Whatsapp

Recicle seus conceitos: evite usar copos plásticos. Preserve nosso Planeta!!!

A sustentabilidade é fator essencial para o desenvolvimento das empresas de todos os setores, e para isso faz-se necessário atualizar o seu modelo de gestão de maneira criativa. O momento em que vivemos é de correção de hábitos de desperdício e desatenção.

É dever das empresas escolher produtos ambientalmente e socialmente responsáveis, priorizando a reciclagem, a reutilização e o compartilhamento.

Nas últimas duas décadas, o copo descartável passou a ser amplamente consumido nas empresas devido à praticidade, higiene e preço baixo. Este uso diário representa um problema a mais para o meio ambiente.

O destino desse tipo de material é o lixo comum, pois não existe reciclagem para copos descartáveis. No Brasil, a coleta seletiva ainda é pouco eficiente, faltam interessados para reciclar este produto e poucas empresas têm a tecnologia capaz de fazer isso. O plástico é o resíduo sólido urbano menos reciclado em todo o mundo, e seu índice de reciclagem no Brasil chega a 20%. Sua decomposição na natureza leva séculos (de 200 a 450 anos).

O grande problema é que os copos deveriam ser lavados antes de serem reciclados, e isso representa um custo muito grande.

Alguns fatores que geram o desinteresse pela reciclagem dos copos de plástico:
• como os copos descartáveis ocupam muito espaço, a área necessária para armazenar os copos antes de reciclá-los é grande;
• baixo preço de venda (1 kg de copo plástico = R$ 0,20 a R$ 1,00);
• geralmente, estão sujos ou melados e não é permitido que materiais utilizados com alimentos sejam reciclados para a reutilização com alimentos;
• pouquíssimos municípios brasileiros têm a coleta seletiva (451 cidades do total de 5546);
• quando o lixo é depositado em lixões, os principais problemas provêm da queima indevida e sem controle;
• quando a disposição é feita em aterros, os plásticos dificultam a decomposição da matéria orgânica.

Os copos plásticos só vão deixar de ser um problema para a natureza quando houver uma mudança de comportamento de quem usa o produto. Consumir conscientemente significa atentar para os efeitos que este ato acarreta ao meio ambiente, aos trabalhadores, estudantes, comunidade e toda a humanidade.

A representatividade financeira é desprezível diante da mudança de comportamento das pessoas e da sociedade em geral. O importante é que a atitude das pessoas no seu cotidiano seja voltada para uma redução do consumismo desenfreado e na geração de resíduos, e no permanente respeito ao meio ambiente.
(Denise Queirolo)

Tire a dúvida => O que causa mais prejuízos ao meio ambiente: o descarte de copos de plástico ou o uso de detergentes para lavar copos de vidro?
Todo produto sintetizado pelos humanos e que é desconhecido na natureza tem o potencial de causar danos ambientais. A intensidade do prejuízo depende da escala de uso e do tempo de permanência das substâncias no ambiente.

Hoje, a maioria das formulações utiliza agentes como o EDTA ou NTA, que não contêm fósforo na molécula. Os detergentes modernos tendem a ser biodegradáveis, o que não ocorria no passado; seu tempo de permanência no ambiente, portanto, é menor. Para lavar copos, pode-se também utilizar sabões em vez de detergentes, caso não se tenha acesso aos biodegradáveis.

Na utilização de copos de plástico, deve-se levar em conta que este provém do petróleo, que é uma fonte não renovável, e que implica grande impacto ambiental em sua manutenção dos copos de vidro. Apesar de poder ser reciclado, encontramos na literatura, que é insignificante a participação do Poliestireno reciclado na obtenção de copos novos, sendo assim, todo copo descartável, utiliza matéria prima extrativa e não sustentável. Na utilização de copos de vidro, sabe-se que sua obtenção é a partir da sílica, vulgarmente conhecida como areia, que é uma fonte barata, abundante, cuja extração implica em muito menos impactos que a do petróleo. Na manutenção, será utilizado apenas água e detergente. No quesito reciclagem, o vidro também é 100% reciclável, e no Brasil, segundo dados de 2004, 45% do vidro utilizado vinha de vidro reciclado.

Fonte: http://pt.petitchef.com/receitas/troque-copos-plasticos-descartaveis-por-copos-duraveis-fid-404560

“Evitar a produção do lixo é mais ecológico do que reciclá-lo”. (Patricia Blauth)


Faculdades Santa Cruz | Semeando oportunidades, cultivando talentos. Todos os direitos reservados | Copyright © 2017